Imprimir
PDF

ORNITOSE: DOENÇA TRANSMITIDA DAS AVES PARA OS HOMENS (ZOONOSE)

A psitacose (também chamada de clamidiose ou ornitose) é uma doença infecciosa causada por bactérias que infectam preferencialmente os psitacídeos (calopsitas, papagaios, araras, periquitos, etc), mas que podem também infectar o homem e outras aves tais como os pombos, canários, faisões, galinhas, perus e patos, entre outros.

A transmissão ocorre através da via aerógena (inalação de pó contaminado por fezes, secreções respiratórias, penas contaminadas com secreções dos animais doentes ou portadores), e também pelo contato entre o bico da ave e a boca do proprietário.

Todas as aves abrigadas dentro do mesmo espaço que uma ave infectada (gaiola, viveiro ou gaiolas próximas) são consideradas expostas à infecção e devem ser testadas. Os resultados dos testes deve ser interpretados pelo médico veterinário, juntamente com o histórico completo da ave, exame físico e testes de laboratório.

A bactéria causadora da ornitose é susceptível à maioria dos desinfetantes e detergentes: compostos de amônia quaternária, álcool 70%, hipoclorito de sódio e calor.

Algumas aves podem ter infecções assintomáticas (sem sintomas), passando a apresentar sinais da doença ao passar por algum tipo de estresse, entrar em atividade reprodutiva, ou contrair doenças simultâneas que alterem suas defesas. Os animais devem ser tratados pelo Médico Veterinário, e após a recuperação, a imunidade dura pouco, portanto essas aves são suscetíveis a reinfecção. É indicado realizar exames periodicamente, uma vez que a eliminação do agente pode ser intermitente.

Os sinais da doença no homem incluem infecção respiratória superior, descarga nasal e ocular, diarréia, febre, dor de cabeça, dores musculares, tosse seca, dissociação de pulso e temperatura. Os sintomas nas aves variam e podem ser confundidos facilmente com outras doenças, uma vez que incluem a letargia, a perda do peso, a anorexia, sinais respiratórios e gastrointestinais (diarréia).

O tratamento está bem estabelecido, tanto em aves quanto em homens. E tanto a prevenção quanto o controle da clamidiose é de responsabilidade do médico veterinário.

 

Nossa Newsletter

spotlight

spotlight